O que você pode aprender com a Apple?

Você pode aprender com a Apple e com outras empresas do mercado que chegaram do 0 ao 100 simplesmente tendo a mentalidade e o foco certo. Simon Sinek nos mostra isso nesse vídeo de 18 minutos:

Para mim, o mais importante nesse vídeo é o momento em que Simon Sinek diz: “Suas ações devem condizer com o que você acredita”. Aqui está uma importante chave que se você a decifrar juntamente comigo, poderá mudar completamente o rumo do seu negócio: NO QUE VOCÊ ACREDITA?

No que a sua empresa acredita?

Você poderia ler esse artigo infinitas vezes, ou assistir ao vídeo do Simon por milhares de vezes, mas não causará nenhum efeito em você antes que você descubra e identifique qual é o motivo da sua empresa existir. Esse é um poderoso marco de virada para que você remarque o seu negócio para o sucesso. Sem um real motivo (e quando eu digo real, digo com integridade e verdade) de existência da sua empresa, você não passa de um vendedor de produtos, e por consequência um vendedor de preços. Se o motivo da sua empresa existir é “fabricar muito e ganhar no giro”, você está fadado ao fracasso comercial de ter que literalmente empurrar a sua empresa para que ela continue existindo. Agora, se você está disposto a construir um negócio e torná-lo tão atrativo como a Apple e outras indústrias, vai precisar captar o que o Simon Sinek disse, e eu estou aqui para ajudá-lo.

Antes de continuarmos, quero lembrar que estamos usando a Apple e grandes empresas como exemplo, mas que um dia elas começaram do 0. E o que as fizeram crescer e se solidificar no mercado foi exatamente construírem algo solido e palpável para que seus clientes se identificassem e acreditassem nelas. E juntos, você também pode construir um negócio em que seus clientes vão acreditar e se identificar com você.

Vamos observar o o desenho que o Simon fez nessa apresentação, o que ele chama de ” Círculo Dourado”:

REGIÃO “O QUE?”: ponto onde estão seus produtos ou serviços. Esse é o ponto de contato com seu cliente onde você apresenta o que você tem para vender. Em outras palavras, é quando você entra em contato com seu cliente e mostra para ele o que ele pode comprar de você.

REGIÃO “COMO?”: ponto em que você diz a forma como ele pode adquirir seus produtos. É o ponto de contato em que seu cliente conhece seu posicionamento, forma de comercializar, onde ele pode te encontrar, o tipo de marketing que você utiliza etc. Seria o mesmo que dizer que é o ponto de contato onde você facilita ele te entender e saber sobre você.

REGIÃO “POR QUE?”: ponto em que você mostra para o seu cliente em que sua empresa acredita e o porque ela existe. É o ponto de contato onde o cliente se identifica com seus valores e crenças e passa a ter um relacionamento com a sua empresa ou marca.

Diferença entre o formato tradicional e o formato adotado pela Apple

Essa diferença você encontra quando responde uma resposta simples: “O QUE É PRIORIDADE EM SUA EMPRESA?”. Para a maioria dos empreendedores, a prioridade é vender os produtos a qualquer custo. SIM! Nenhuma empresa entra no mercado se não for para vender! Inclusive a Apple! A diferença é que as empresas tradicionais priorizam a venda em suas ações, enquanto as empresas de maiores resultados priorizam o motivo delas existirem. E a prioridade que você colocou nas ações da sua empresa é que vai tocar o mercado. Para você entender, é o mesmo quando você começa uma conversa com alguém que não conhece e você pode logo ir ao ponto direto do que você deseja falar, e ficar a espera de uma reação positiva dela (o que normalmente não acontece), ou então permitir que essa pessoa desconhecida conheça você primeiro, seu valor e seu conceito antes de você ir direto ao ponto que o levou a falar com ela (o que quase sempre gera uma resposta positiva por parte dela em relação ao que você diz).

Apresentar as crenças da sua empresa para o mercado, significa que você não vai começar uma conversa falando dos seus produtos, mas sim falando do seu valor. Mas você pode perguntar: COMO? E a resposta é simples: utilize o espaço e a sua comunicação que você usa para falar com seu mercado, onde você fala 100% sobre produtos, e come a falar 90% sobre seus valores e 10% sobre seus produtos. E se agora, essa informação de mudança fizer com que você já comece a pensar como começar, é porque a sua ficha caiu. Mas se essa informação fizer com que você se sinta desconfortável e contrariado, é porque você vai precisar trabalhar sua mentalidade de negócio.

Regra 90/10

Essa é a regra que vira o jogo do seu negócio e que de um vendedor você passa a ser um influenciador. 90% das suas ações passam a falar sobre valores e crenças da sua empresa e 10% você vai falar sobre seus produtos (ou eventualmente). Isso pode ser uma grande novidade para você. É um pensamento em novo formato, e por isso pode soar um pouco estranho quando você enxerga uma possibilidade que talvez nunca tenha ouvido antes. Transformar sua empresa em uma formadora de opinião significa deixar claro a sua opinião e seus valores permitir que o mercado se identifique com você. Esse é um ponto muito importante em que abordo em meus conteúdos, e que faz toda a diferença quando se quer vender muito. Vender sem vender é uma estratégia que pode te levar a vender o que você jamais imaginou.

Para poder falar mais para você sobre a Regra 90/10 sem ocupar todo o seu tempo lendo apenas um artigo, eu tenho conteúdos em que podem te ajudar e não somente te levar a entender o que pode virar a mesa do seu negócio, mas um conteúdo que você pode acompanhar e construir juntamente comigo. Caso você se interesse sobre esse tema e deseje receber esse conteúdo, vou deixar um botão aqui logo abaixo para você se cadastrar. Mesmo porque, não será em apenas em um artigo ou em um vídeo que você conseguirá pegar e colocar em prática, pois são vários conceitos que rodeiam esse ponto importante. Então, você clicando no botão e se cadastrando, eu terei a oportunidade de te enviar meus conteúdos que poderão te ajudar. Segue aqui logo abaixo:

O meu maior desejo é que esse não seja somente mais um assunto para você ler e depois seguir para o próximo. O meu trabalho em postar aqui ou em criar tantos conteúdos como tenho feito é para colocar o meu conhecimento e experiência à sua disposição, sim, mas também desejo ver o teu resultado, assim como tenho visto de tantos outros.

Por isso, espero te ver sempre por aqui e nos outros meios de comunicação que mantenho.

Sucesso para você. Um forte abraço,

João.

Um comentário em “O que você pode aprender com a Apple?

  • 01/12/2019 em 9:15 PM
    Permalink

    Simplesmente Fantástico! Eu conheço esse vídeo desde quando foi lançado pela TED, e cada vez que o vejo, me lembro o quanto preciso ser simples e o quanto ainda posso crescer!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *